9 razões para agradecer a si mesmo

9 razões para agradecer a si mesmo

Em Tempo de Curtir por Andressa MachadoComentário

Esta­mos acos­tu­ma­dos a agra­de­cer aos outros, no entanto ser­mos gra­tos a nós mes­mos não é um hábito comum. Mas, se você pen­sar sobre isso, um sim­ples “obri­gado” auto-diri­gido influ­en­cia muito o nosso nível de feli­ci­dade. Pes­soas que sabem valo­ri­zar e agra­de­cer a si mes­mas supe­ram mais facil­mente suas difi­cul­da­des e obs­tá­cu­los que estão em seus cami­nhos, bem como pas­sam a ser mais segu­ras.

Por isso, Ano Zero traz a você uma lista de 9 coi­sas sim­ples e reais que podem ser­vir para que você agra­deça, aqui e agora, a si mesmo:

  1. Às vezes você duvida de si mesmo e de sua vida. Você pode se sen­tir mal por muito tempo se o que você faz é, cons­tan­te­mente, ques­ti­o­nar a si mesmo se o que você faz é cor­reto ou não. E na ver­dade isso é mara­vi­lhoso. Isso sig­ni­fica que você ainda está aberto para o cres­ci­mento e auto-desen­vol­vi­mento pes­soal. Aquele que ana­lisa como foi o seu dia, uma hora antes de dor­mir, está sem­pre pronto para novos desa­fios.
  2. Você tem um tra­ba­lho. Não importa o que você faz e quanto você ganha. Você tem uma cama para dor­mir, comida para comer e roupa para ves­tir. Mesmo que ainda este não seja o emprego dos seus sonhos, você está sendo inde­pen­dente e res­pon­sá­vel.
  3. Você tem tempo para fazer o que você ama fazer. Mesmo que seja ape­nas para ver sua série de TV favo­rita no café da tarde, bebendo algo e comendo alguns bis­coi­tos.
  4. Você está real­mente inte­res­sado em algo. Sejam livros, via­gens, músi­cas, lín­guas estran­gei­ras ou para­que­dismo. Nesta vida algo o intriga tanto que você está dis­posto a gas­tar mui­tas horas a estu­dar sobre as ques­tões que te pre­o­cu­pam.
  5. Você tem um ou dois ami­gos muito pró­xi­mos. Mui­tas vezes as pes­soas se pre­o­cu­pam com o número de ami­gos que elas têm, e não com a qua­li­dade. Cada um de nós pre­cisa de ami­gos com os quais pos­sa­mos com­par­ti­lhar momen­tos e inti­mi­da­des, pois pre­ci­sa­mos de alguém para se ale­grar, junto a nós, de nos­sos suces­sos e cho­rar conosco por nos­sas des­gra­ças. Alguém com quem pos­sa­mos sen­tar e des­fru­tar de um silên­cio con­for­tá­vel.
  6. Você se per­mite ter peque­nos pra­ze­res. Um con­certo, com­prar o seu livro favo­rito, uma hora no banho morno ou até mesmo ir sem neces­si­dade a uma pas­te­la­ria; seja o que for, você des­fruta das coi­sas com o seu cora­ção.
  7. Você sabe admi­tir quando algo dá errado. E você tenta cor­rigi-lo.
  8. Você não é a pes­soa que você era antes. Você aprende, você se desen­volve, muda e, acima de tudo, sabe ava­liar obje­ti­va­mente se você se tor­nou uma pes­soa melhor do que era há um ano, ou se você per­deu algu­mas posi­ções.
  9. Você sabe sonhar. Sim, e não con­funda “sonhar” com “fazer pla­nos” ou “defi­nir metas.” Os sonhos são emo­ções. E não importa o quão perto eles este­jam de sua rea­li­za­ção. Sabe­mos que nada é impos­sí­vel, e que ape­nas o cami­nho até alguns sonhos é um pouco mais longo.

Agra­de­cer a si mesmo é tão fácil! Então vamos ten­tar agra­de­cer a todos os nos­sos peque­nos suces­sos e rea­li­za­ções, para que pos­sa­mos sen­tir a vida e ser­mos mais feli­zes. E assim vamos dizer obri­gado por tudo o que somos, por nos­sas per­so­na­li­da­des muito dife­ren­tes e exclu­si­vas, de forma que cada dia será cada vez melhor. Pois nós esta­re­mos garan­tindo isso.


Adap­ta­ção do artigo ori­gi­nal em inglês.

Andressa Machado
Leitora assídua, escritora nem tanto assim, ama escrever sem compromisso e tomar um bom café. Amante dos poemas e poesias, olhando sempre à frente em busca de um futuro melhor.

Compartilhe