Fui conhecer uma escola aqui de Campo Grande para matricular minha filha. Enquanto a diretora mostrava empolgadíssima sua estrutura (carteiras bonitas, biblioteca infantil, área disso, área daquilo…) viro pra mulher e pergunto: “Quanto é a hora/aula do professor que vai dar aula pra minha filha aqui na sua escola?”

A diretora empacou. Perguntou se eu estava querendo matricular ou procurando emprego. Eu prossegui: “Quero matricular, mas quero saber quanto sua escola investe em quem vai ensinar minha filha”.

Empacamento 2. Ela parou, ficou me olhando e disse: “Pagamos o que está determinado no sindicato, ou seja, R$ 8,19 por hora/aula”.

Eu sorri e já disse a conta pronta: “Como são 4 horas por dia e 5 dias por semana, temos 20 horas por semana. Isso vezes 4 semanas dá 80 horas. E 80 horas vezes R$ 8,19… uns R$ 650,00 reais por mês? É isso que a pessoa que ensinará minha filha ganha? Se trabalhar dois períodos, R$ 1300,00? Que professores a Sra. tem aqui? Quem aceita trabalhar por isso?”

A mulher me fuzilou com os olhos. Dane-se. Transporte esse salário para o comércio e chegará em ocupações que não exigem preparação. Se você pensar pelo lado do livre mercado (trabalho no melhor salário para minha capacidade), chegamos facilmente à conclusão de que eu devo me preocupar com a “fessora” da minha filha.

Aí falei pra espumante Diretora: “A Sra. paga pouco, e com isso não se contrata boa mão de obra e é essa mão de obra que me interessa, não sua biblioteca, sua área disso, área daquilo. Devemos matricular nossos filhos na escola que pagar a melhor hora/aula, pois a tendência é que lá estejam os melhores professores”.

Quer defender a educação? Comece agora. Estamos na melhor época do ano. Garanto que você nunca havia visto a escola por esse lado, mas fica aí concordando que professor ganha pouco.

escrito por:

Vinícius Siqueira

JUNTE-SE À NOSSA NEWSLETTER
Junte-se a outros 2.000 visitantes que recebem nossa newsletter e garanta, semanalmente, artigos sobre ciência, filosofia, comportamento e sociedade diretamente em seu e-mail!
Nós odiamos spam. Seu e-mail não será vendido ou compartilhado com mais ninguém.