Como qualquer arte, escrever é um desafio.

Sempre que lembro disso, penso em uma música do Her Space Holiday, que canta algo assim:

‘Nunca cresça, garoto’, meu avô me contou logo antes de o internarem, ‘porque quando você é criança, ser louco é ser criativo… Então você chega a uma certa idade e o mundo o julgará perigoso’.

.

Faz pouco tempo que aceitei o desafio de me apresentar como escritor. Eu tinha medo do que poderiam dizer. Achava que alguém chegaria em mim e cassaria minha carteirinha de artista porque não sei o suficiente de literatura brasileira ou porque nunca li um livro do Dostoiévski.

O que aconteceu desde que “saí do armário”? A vida ficou mais clara e eu aceitei que escrever é um processo que vai muito além dos textos que produzimos.

Entretanto, encontrei poucas oportunidades para me reunir com pessoas que acreditem no mesmo que eu. Os cursos e livros que vejo por aí focam no texto, no escrever melhor, no ser profissional. Esse é um objetivo que faz sentido, mas penso que estamos esquecendo de algo.

Há uma pessoa por trás dos textos e essa pessoa precisa de cuidados.

Sem esses cuidados, passei oito anos da minha vida renegando a escrita criativa por haver me convencido de que eu não era bom o bastante.

Com isso em mente, decidi criar em São Paulo o Ninho de Escritores, um projeto de acolhimento para pessoas que desejam escrever, encontrar pessoas com interesses semelhantes e compartilhar experiências literárias.

Ninho-de-Escritores-031

Sobre a construção coletiva do currículo

O Ninho de Escritores não é um curso, não tem professor, não tem alguém que decidirá o que precisa ser aprendido. Ainda assim, o Ninho de Escritores é um espaço de aprendizagens, de trocas significativas entre pessoas que buscam aprender e aprimorar suas técnicas narrativas.

O Ninho de Escritores é um projeto cujo propósito é o de uma construção coletiva do currículo. Cada participante terá tanta voz quanto os demais, trazendo à mesa suas necessidades. O Ninho de Escritores é um projeto de sonho compartilhado, em que diferentes pessoas se encontram em torno de um objetivo comum – escrever mais e melhor – e se ajudam no processo.

Como idealizador do projeto, eu não sei o que acontecerá nos dois meses que encerram a primeira ninhada. A partir do dia 7 de agosto, quando os encontros começarem, descobrirei junto com os participantes para que direções os ventos estarão soprando. Neste momento, a única coisa que sei dizer é que as inscrições estão abertas e que esse é um projeto no qual estou investindo muito de mim.

Quer conhecer mais? Clique aqui e/ou converse comigo (nos comentários, por e-mail, por Facebook…).

Ninho-de-Escritores-041

escrito por:

Tales Gubes

Tales é uma raposa entre seres humanos. Escreve sobre escrever, sexualidade, educação e empreendedorismo. Criou o Ninho de Escritores para unir e ajudar outras criaturas que também curtem transformar experiências em palavras.