capamelhorpresente-800x600

O melhor presente que você pode receber

Em Consciência, Série Transumanismo por Victor LisboaComentários

Esse texto é uma brin­ca­deira, mas uma brin­ca­deira para ser levada muito a sério. Você vai se diver­tir e, ao mesmo tempo, che­gar nas ques­tões mais fun­da­men­tais de sua vida.

Em pri­meiro lugar, quero que você ima­gine uma caixa. É para ser uma daque­las cai­xas seme­lhan­tes às cai­xas em que mági­cos pro­fis­si­o­nais colo­cam pes­soas antes de fazer coi­sas que mági­cos fazem com pes­soas, como cerrá-las ao meio ou fazê-las desa­pa­re­cer.

E aqui tam­bém fare­mos uma mágica, só que sem cer­rar nin­guém e sem desa­pa­re­ci­men­tos. Nessa caixa, há uma coisa muito espe­cial para você. Na ver­dade, o melhor pre­sente que alguém pode­ria lhe dar.

Antes, porém, pre­ci­sa­mos fazer um jogo. Pense sin­ce­ra­mente naquilo tudo aquilo que você deseja em sua vida.

Pen­sou? Se você per­gun­tar a si mesmo o que deseja na sua vida, é muito pro­vá­vel que no seu íntimo você res­ponda…

Que deseja uma vida plena,

Que sua pro­fis­são impul­si­one e expresse todo o seu poten­cial humano.

Que con­quiste auto­no­mia finan­ceira,

E um pouco (senão muito) mais de dinheiro do que já tem.

Que goze de rela­ções sexu­ais memo­rá­veis,

E encon­tre e man­te­nha o amor da sua vida.

Que seus rela­ci­o­na­men­tos sejam gra­ti­fi­can­tes

E que sua famí­lia seja amo­rosa.

Que pos­sua um orga­nismo sau­dá­vel e resis­tente diante das intem­pé­ries do acaso e da idade,

E de que­bra que suas carac­te­rís­ti­cas mais atra­en­tes sejam admi­ra­das pelos outros.

Que tenha equi­lí­brio emo­ci­o­nal,

Cons­truindo uma sere­ni­dade e feli­ci­dade que inde­pen­dem das cir­cuns­tân­cias.

Que viva como se cada ins­tante de sua vida expres­sasse um pouco a eter­ni­dade,

E que sua vida, por fim, pos­sua um pro­pó­sito pes­soal que cor­res­ponda e man­te­nha comu­ni­ca­ção com um pro­pó­sito cole­tivo.

Por outro lado, se eu per­gun­tasse o que você não quer para sua vida, pro­va­vel­mente have­ria uma longa lista de coi­sas que são justo o con­trá­rio daque­las escri­tas aí em cima. Mas den­tre todas essas coi­sas, com cer­teza uma esta­ria incluída e no topo de suas pri­o­ri­da­des:

VOCÊ NÃO QUER QUE SUA MEMÓRIA SEJA UM DEPÓSITO DE SONHOS FRUSTRADOS.

Os sonhos frus­tra­dos são o pesa­delo de qual­quer alma. São os zum­bis que podem povoar um cora­ção e torná-lo uma terra deso­lada e triste como os Esta­dos Uni­dos do seri­ado The Wal­king Dead.

zumbissonhos

E se eu dis­sesse que já existe uma ver­são sua que con­quis­tou todos aque­les obje­ti­vos e man­teve sua memó­ria livre dos sonhos frus­tra­dos? Ela existe, ela tem forma, e ela se parece exa­ta­mente com você só que com um sor­riso e um bri­lho nos olhos que só aque­les que vivem ple­na­mente pos­suem. Ela tem nome, e se chama “Você Futuro”.

Mais ainda: e se eu dis­sesse que o Você Futuro está den­tro daquela caixa que eu pedi para você ima­gi­nar?

Visu­a­lize aquela caixa. Ima­gine-a em sua mente. Ela é trans­pa­rente, de modo que você con­se­gue ver exa­ta­mente como ele é, mas você não con­se­gue tirá-lo de lá. Pois ela está fechada.

Tente abri-la, tente liber­tar o Você Futuro. Não dá, a porta não abre. Por mais que você se esforce, o Você Futuro não vai apa­re­cer aqui, no pre­sente. Você pode ver como ele seria, mas não pode ainda con­cre­tizá-lo. É pre­ciso tempo, é pre­ciso des­trancá-lo para que ele surja no seu futuro.

E então você per­cebe que a caixa pos­sui uma fecha­dura.

caixa

É pre­ciso uma chave para abrir essa porta. Para encon­trar essa chave, você pre­cisa res­pon­der uma per­gunta:

O que você real­mente está fazendo, aqui e agora,
para con­se­guir o que quer e afas­tar o que não quer?

As pes­soas têm dois pés­si­mos hábi­tos, que as levam justo para o cami­nho oposto daquele que deve­riam seguir para con­quis­tar uma vida plena. Com esses hábi­tos, elas enter­ram a chave para o Você Futuro bem fundo no chão. O pri­meiro hábito é levar a vida no piloto auto­má­tico.

LEVANDO A VIDA NO PILOTO AUTOMÁTICO

Essa coisa de levar a vida no auto­má­tico é can­tada numa música do Zeca Pago­di­nho, em que ele diz no refrão “deixa a vida me levar”. Sig­ni­fica algo como “vou rela­xar, con­fiar no rumo das coi­sas e dar um jeito de apre­ciar aquilo que acon­te­cer comigo, seja o que for”. 

Mas esse refrão é uma ideia desas­trosa, pois não é a “vida” que “leva” você. A “vida” não é uma enti­dade, não é ela que “levará” seu des­tino se você viver no auto­má­tico. Se você não con­duz os seus pas­sos e impõe seu ritmo, alguma outra pes­soa con­du­zirá as coi­sas no seu lugar. Em outras pala­vras, dizer “deixa a vida me levar” sig­ni­fica dizer “vou acei­tar que alguém ou algo me leve a ter a vida que eu, se refle­tisse melhor e tivesse mais deter­mi­na­ção, não teria”.

O outro pés­simo hábito, que nos leva para bem longe de nos­sos sonhos e pró­ximo dos zum­bis dos sonhos frus­tra­dos, é uma ver­são inver­tida do isso NUNCA vai acon­te­cer comigo.

VAI ACONTECER COM VOCÊOU NÃO

É nor­mal que as pes­soas não tomem cer­tas pre­cau­ções para evi­tar doen­ças e aci­den­tes por pos­suí­rem uma crença íntima de que essas coi­sas sem­pre acon­te­cem com os outros, mas não com elas. Alguns bebem álcool e diri­gem pois essa coisa de aci­dente fatal de trân­sito sem­pre acon­tece só com os outros. Outros tran­sam sem cami­si­nha pois essa coisa de doença vené­rea e gra­vi­dez acon­tece só com os outros. O nome dessa crença é isso NUNCA vai acon­te­cer comigo, pois você é, de algum modo, espe­cial, dife­rente dos outros.

Mas há uma ver­são inver­tida dessa crença. Trata-se de uma crença muito mais insi­di­osa e pre­ju­di­cial, pois real­mente mata os sonhos. É a crença de que seus pro­je­tos de sucesso pro­fis­si­o­nal, rea­li­za­ção emo­ci­o­nal e vida plena irão acon­te­cer por­que tem que acon­te­cer, por­que seu desejo de que acon­teça é forte o sufi­ci­ente. Por­que você é, de algum modo, espe­cial, dife­rente dos outros.

O nome dessa crença é isso TEM que acon­te­cer comigo. E a mai­o­ria das pes­soas con­duz sua vida acre­di­tando nisso, mesmo que jamais tenham se dado conta desse fato. A mai­o­ria das pes­soas pro­cras­tina seus pro­je­tos e con­fia supers­ti­ci­o­sa­mente que algo “mágico” fará com que, no seu caso, tudo seja dife­rente; pois no seu caso, sem muito esforço e dis­ci­plina, a feli­ci­dade cairá no seu colo.

Pior do que isso, a mai­o­ria das pes­soas vive numa com­bi­na­ção hor­ro­rosa entre a crença isso NUNCA vai acon­te­cer comigo e isso TEM que acon­te­cer comigo. Para esse povo todo, algo inson­dá­vel faz com que sejam imu­nes ao ter­ro­res da vida. A rea­li­za­ção pro­fis­si­o­nal, o encon­tro do ver­da­deiro amor, a famí­lia amo­rosa, a auto­no­mia finan­ceira, a saúde física e men­tal são coi­sas que sim­ples­mente TEM que acon­te­cer. Já a frus­tra­ção no tra­ba­lho, a soli­dão, os rela­ci­o­na­men­tos pro­ble­má­ti­cos, a pobreza e a doença são coi­sas que só acon­te­cem com os outros — e quando acon­te­cem com a gente, são ape­nas inci­den­tes pas­sa­gei­ros em nosso des­tino em rumo ao sucesso.

Essa com­bi­na­ção faz com que as pes­soas se ilu­dam e acre­di­tem que a vida fun­ci­ona jus­ta­mente ao con­trá­rio do modo como real­mente fun­ci­ona: se dei­xa­mos as coi­sas sim­ples­mente acon­te­ce­rem, as chan­ces de que enfren­te­mos com­pli­ca­ções e sofri­men­tos des­ne­ces­sá­rios são enor­mes; e para que nos­sos sonhos se rea­li­zem, é pre­ciso um inves­ti­mento de ener­gia e uma dis­ci­plina con­si­de­rá­veis.

Por isso des­co­brir aquela chave que abre a caixa onde está o Você Futuro exige, em pri­meiro lugar, que esses dois hábi­tos sejam aban­do­na­dos: o hábito de levar a vida no auto­má­tico e o hábito de acre­di­tar que algo mágico fará com que nos­sos sonhos se tor­nem rea­li­dade.

Olhe a sua volta com olhos aber­tos e lava­dos de qual­quer ilu­são e observe: quan­tas pes­soas con­se­gui­ram des­tran­car a sua ver­são pes­soal do Você Futuro ? Quan­tas pes­soas são real­mente rea­li­za­das em suas pro­fis­sões E con­quis­ta­ram auto­no­mia finan­ceira E con­se­gui­ram plena rea­li­za­ção sexual e amo­rosa E atin­gi­ram um nível de cons­ci­ên­cia que lhes traz sere­ni­dade e feli­ci­dade inde­pen­den­te­mente das cir­cuns­tân­cias E for­ta­le­ce­ram seu orga­nismo de modo efi­ci­ente? Quan­tas pes­soas vivem como se tives­sem um grande pro­pó­sito em suas vidas?

Mas ape­sar de a res­posta a essas per­gun­tas não ser muito ani­ma­dora, a boa notí­cia é que a sua ver­são do Você Futuro real­mente existe, e é pos­sí­vel des­trancá-la daquela caixa. Des­tran­cando-o, você dará a si mesmo o melhor pre­sente que alguém pode con­se­guir nesta vida: rea­li­zar suas mais ousa­das ambi­ções.

Para isso ocor­rer, porém, é pre­ciso muito esforço e dis­ci­plina. É pre­ciso um pla­ne­ja­mento estra­té­gico, um método fle­xí­vel e uma deter­mi­na­ção que inti­mida os gran­des pre­gui­ço­sos — aque­les pre­gui­ço­sos o sufi­ci­ente para ames­qui­nhar suas vidas.

Se por um lado livrar-se do hábito de con­du­zir a vida no piloto auto­má­tico e aban­do­nar a crença de que isso TEM que acon­te­cer com você são os pri­mei­ros pas­sos para encon­trar a chave que des­tranca a caixa onde está o Você Futuro, quais são os pró­xi­mos pas­sos? 

É aí que o Ano Zero entra.

Ano Zero é um pro­jeto dedi­cado a quem quer tomar as rédeas de sua vida. É uma con­cla­ma­ção a todos aque­les que acre­di­tam que aque­les obje­ti­vos são dese­já­veis e que para con­quistá-los é neces­sá­rio esforço, deter­mi­na­ção, dis­ci­plina e pla­ne­ja­mento estra­té­gico. O con­curso da sua vida, o ves­ti­bu­lar alme­jado, a pro­fis­são aspi­rada, o empre­en­di­mento ambi­ci­o­nado, a saúde bus­cada, o amor sonhado, a vida plena: isso depende de método e pla­ne­ja­mento estra­té­gico.

Pre­ten­de­mos des­co­brir jun­tos, aqui no por­tal Ano Zero e tam­bém em nos­sas ini­ci­a­ti­vas fora da inter­net, quais são os méto­dos, estra­té­gias e fer­ra­men­tas neces­sá­rias para que cada um des­tran­que a sua ver­são do Você Futuro. Com um enfo­que huma­nista, ins­pi­ra­dos nos prin­cí­pios cien­tí­fi­cos e aber­tos a revi­sões cons­tan­tes de nos­sas pro­pos­tas, pre­ten­de­mos des­co­brir um deno­mi­na­dor comum entre tra­di­ções mile­na­res e des­co­ber­tas moder­nas para que cada um de nós obte­nha, livre de con­di­ci­o­na­men­tos e pre­con­cei­tos arrai­ga­dos, seu direito a uma vida plena e à rea­li­za­ção de seus mais ousa­dos sonhos.

O Cami­nho AZ é a busca pela evo­lu­ção pes­soal como forma de rea­li­zar a trans­for­ma­ção de toda a soci­e­dade. Não é atra­vés de mudan­ças polí­ti­cas e econô­mi­cas, não é atra­vés de alte­ra­ções estru­tu­rais, que o mundo irá evo­luir — é por meio do desen­vol­vi­mento de cada ser humano que con­quis­ta­re­mos, enquanto cole­ti­vi­dade, um novo está­gio na evo­lu­ção da huma­ni­dade. Por isso nosso lema é

Evolução coletiva por meio do desenvolvimento individual.

A estru­tura de Ano Zero, a longo prazo, pre­tende con­cre­ti­zar os vários aspec­tos dessa busca. Nosso obje­tivo é criar um espaço de desen­vol­vi­mento em que nos­sas metas indi­vi­du­ais pos­sam con­ver­gir para que do par­ti­cu­lar surja o cole­tivo.

Victor Lisboa
Editor do site Ano Zero.

Compartilhe