CAPA-MACA

O Jogo da Maçã: saiba se você é uma fruta boa ou podre.

Em Comportamento, Consciência por Tim UrbanComentário

Gos­ta­ria de apre­sen­tar a você um jogo que tenho jogado com meus ami­gos por alguns anos. Na ver­dade não é bem um jogo, é mais um exer­cí­cio. O pro­pó­sito é acres­cen­tar um pouco mais de pro­fun­di­dade à per­gunta Você é uma pes­soa boa?. Ele é jogado da seguinte forma: trate a pes­soa como uma maçã, com três cama­das.

jogo da maçã

A ideia é des­cre­ver uma pes­soa con­forme ela é “má” ou “boa” em cada uma des­sas cama­das para assim criar um “per­fil maçã” — uma rápida medida da sua bene­vo­lên­cia em vários níveis.

Essas são as cama­das:

Camada 1: A Casca da Maçã

Defi­ni­ção: Como você é à pri­meira vista.

Quem conhece sua casca: Qual­quer um que entre em con­tato com você, desde um caixa de quem você com­pra algo (essa é a super­fí­cie mais exte­rior) a um colega de tra­ba­lho que você nunca real­mente che­gou a conhe­cer de ver­dade (um pouco mais pro­fundo mas ainda con­si­de­rado pele).

Per­gun­tas a fazer para saber se sua casca é Boa ou Má:

– As pes­soas ten­dem a gos­tar de você e sen­ti­rem-se con­for­tá­veis ao seu lado quando lhe encon­tram pela pri­meira vez?

– As pes­soas que mal lhe conhe­cem pen­sam em você como uma pes­soa legal?

– As pes­soas des­cre­ve­riam você como “ami­gá­vel”?

– Você é agra­dá­vel em público?

– Você quase sem­pre é gen­til com gar­çons, moto­ris­tas de táxi e cai­xas de super­mer­cado?

Se a mai­o­ria das res­pos­tas foi SIM, sua casca é Boa. Caso con­trá­rio, ela é Má.

Camada 2: A Polpa da Maçã

Defi­ni­ção: Como você é para pes­soas que já lhe conhe­cem.

Quem conhece sua polpa: Ami­gos, fami­li­a­res e outras pes­soas na sua vida que lhe conhe­cem bas­tante.

Per­gun­tas a fazer para saber se sua polpa é Boa ou Má:

– Você fre­quen­te­mente fala das pes­soas pelas suas cos­tas de um modo dife­rente do que fala quando está diante delas?

– Se alguém diz algo nega­tivo sobre alguém com quem você se importa quando essa pes­soa não está, você fre­quen­te­mente fica qui­eto (ao invés de ver­bal­mente defen­der a pes­soa)?

– Pes­soas que lhe conhe­cem diriam que às vezes você pode ser bem mes­qui­nho?

– Pes­soas que lhe conhe­cem diriam que às vezes você pode ser muito crí­tico?

– Você com frequên­cia sente-se inti­ma­mente satis­feito quando alguma coisa ruim acon­tece com alguém que conhece?

– Quando você está em um jan­tar a dois com uma pes­soa que conhece, você se sente con­for­tá­vel em falar de você por mais de 50% do tempo?

– Você não é muito bom em guar­dar segre­dos?

– Você às vezes exa­gera ou mente sobre os fatos quando conta coi­sas sobre sua vida?

– Você tem difi­cul­da­des de devol­ver coi­sas que lhe empres­tam ou em pagar dívi­das (que pode pagar) rapi­da­mente?

Se a mai­o­ria das res­pos­tas foi NÃO, então sua polpa é boa. Caso con­trá­rio, sua polpa é má.

Camada 3: o Caroço da Maçã

Defi­ni­ção: Como você é lá no fundo

Quem conhece seu caroço: Para algu­mas pes­soas, seus ami­gos e fami­li­a­res mais pró­xi­mos, a pes­soa com quem você tem uma rela­ção afe­tivo-sexual. Para outros, ape­nas eles pró­prios sabem como seu caroço é.

Per­gun­tas a fazer para saber se seu caroço é bom ou mau:

– Ima­gine um botão que, se aper­tado, faria 1.000 estra­nhos ao redor do pla­neta caí­rem mor­tos ins­tan­ta­ne­a­mente ao mesmo tempo em que faria a car­reira dos seus sonhos tor­nar-se rea­li­dade ou o con­du­zisse até seu ver­da­deiro amor. Nin­guém nunca sabe­ria que você aper­tou esse botão, se você o aper­tar. A você é dado exa­ta­mente uma hora na frente desse botão para pen­sar na sua esco­lha. No fim dessa hora, você o aper­ta­ria?

– Você alguma vez já foi cruel só por­que sen­tia pra­zer em ser?

– Você é a mais rígido com as pes­soas mais fra­cas que conhece?

– Você rara­mente sente alguma ver­da­deira empa­tia por aque­les com que se importa em seus momen­tos de infor­tú­nio?

– Você usu­al­mente faz com que seus ami­gos e fami­li­a­res sin­tam-se pio­res a res­peito de si pró­prios quando você passa algum tempo com eles?

– As pes­soas pró­xi­mas a você con­cor­da­riam com a frase a seguir? “No fundo, ele real­mente só se importa con­sigo mesmo”? Você con­cor­da­ria com essa frase se apli­cada a você?

Se a mai­o­ria das res­pos­tas for NÃO, seu caroço é bom. Caso con­trá­rio, seu caroço é mau.

Este é um grá­fico das gra­du­a­ções de pro­fun­di­dade com que as pes­soas da sua vida pro­va­vel­mente conhe­cem você:

macaamigos

 

Essas diver­sas gra­du­a­ções exis­tem não ape­nas por­que várias pes­soas na mesma cate­go­ria conhe­cem você em dife­ren­tes níveis de pro­fun­di­dade, mas por­que algu­mas pes­soas são mais aber­tas do que outras. Então os “bons ami­gos” de José podem conhecê-lo melhor do que os “melho­res ami­gos” de Maria, pois José é mais aberto com suas ami­za­des do que Maria.

De qual­quer modo, o resul­tado final pro­duz oito pos­sí­veis tipos de maçã. Para obter o seu tipo de maçã, ou o de outra pes­soa, você pre­cisa sim­ples­mente defi­nir cada uma des­sas três cama­das (casca, polpa e caroço) como “bom” ou “mau”. Então alguém que tem boa casca, má polpa e bom caroço seria uma maçã BOA-MÁ-BOA.

Vamos ana­li­sar cada um des­ses per­fis:

1) MAÇÃ BBB (BOA-BOA-BOA)

boa boa boa

Qual é a delas: São pes­soas san­tas em todas as horas; qual­quer pes­soa que não seja pelo menos MAU-BOM-BOM faz com que se sin­tam um pouco des­con­for­tá­veis; elas subes­ti­mam com­ple­ta­mente o quão más as pes­soas real­mente podem ser.

Por que eles são óti­mas: O mundo pre­cisa de pes­soas assim para man­ter a espe­rança nas coi­sas; elas são alta­mente con­fiá­veis.

Por que são pés­si­mas: Elas tem o poder de estra­gar toda a diver­são de uma festa, pois elas desa­pro­vam um monte de comen­tá­rios e con­du­tas huma­nas.

2) MAÇÃ MBB (MÁ-BOA-BOA)

MBB

Qual é a delas: Elas ilu­dem as pes­soas que as conhe­cem de iní­cio ape­nas para se reve­la­rem de um jeito posi­ti­va­mente mara­vi­lhoso quando são conhe­ci­das melho­res. As maçãs BOA-BOA-BOA gos­tam de ter uma maçã MÁ-BOA-BOA para cha­mar um pouco de aten­ção para suas qua­li­da­des.

Por que são óti­mas: Elas são inter­na­mente sóli­das; elas detes­tam tanto a fal­si­dade quanto a mes­qui­nha­ria; as pes­soas ten­dem a res­peitá-las; elas fazem gran­des líde­res.

Por que são pés­si­mas: Seu ego pode estar um pouco entu­si­as­mado demais com essa coisa de ser “durão mas mara­vi­lhoso”.

3) MAÇÃ BMB (BOA-MÁ-BOA)

BMB

Qual é a delas: Seus ami­gos riem quando pes­soas novas comen­tam o quanto elas são legais; elas ten­dem a ser ami­gas de outras maçãs do tipo BOA-MÁ-BOA; elas fre­quen­te­mente acham que são pio­res do que real­mente são.

Por que são óti­mas: São em geral engra­ça­das e diver­ti­das; têm gran­des habi­li­da­des soci­ais.

Por que são pés­si­mas: Elas podem ser um pouco fal­sas e mes­qui­nhas, mas nada muito ter­rí­vel.

4) MAÇÃ MMB (MÁ-MÁ-BOA)

MMB

Qual é a delas: Elas inti­mi­dam um monte de gente e afas­tam outro tanto, mas seus ami­gos acham que são óti­mas e ten­dem a defendê-las; a mai­o­ria de seus ami­gos são outras maçãs do tipo má-má-boa com algu­mas dos tipos boa-má-boa e má-má-má entre elas.

Por que são óti­mas: São meio filhas-da-mãe mas no fundo são do tipo de filhas-da-mãe de bom cora­ção.

Por que são pés­si­mas: São meio filhas-da-mãe.

5) MAÇÃ BBM (BOA-BOA-MÁ)

BBM

Qual é a delas: São pes­soas peri­go­sas; elas con­quis­tam com seu jeito um monte de gente mas no final aca­bam machu­cando um monte de gente; elas fazem ami­zade com maçãs do tipo BOA-BOA-BOA, e daí as saca­neiam direi­ti­nho.

Por que são óti­mas: Con­si­de­rando-se até onde maçãs com caroço mau podem che­gar, essas ao menos fazem o mundo um mundo melhor na maior parte do tempo; elas tem um per­fil muito bom para a car­reira polí­tica.

Por que são pés­si­mas: As pes­soas que machu­cam são aque­las muito pró­xi­mas; são alta­mente mani­pu­la­ti­vas.

6) MAÇÃ BMB (MÁ-BOA-MÁ)

MBM

Qual é a delas: Esse é um tipo raro e estra­nho, e em geral sur­gem quando uma pes­soa não-muito-legal está ela­bo­rando sua per­so­na­li­dade; elas são fre­quen­te­mente ilu­di­das, pen­sando em si mes­mas como MBB (“as pes­soas acham que sou sacana mas quem me conhece sabe que eu sou bom”) e negando todos os laços que têm com o seu caroço ruim; elas que­bram mui­tos cora­ções.

Por que são óti­mas: Elas têm um per­fil per­feito para obter sucesso em empre­sas alta­mente com­pe­ti­ti­vas (sua casca má pro­vi­den­cia a inti­mi­da­ção apro­pri­ada, sua polpa boa pode cons­truir uma ampla rede de con­ta­tos con­fiá­veis e seu caroço mau pode focar-se exclu­si­va­mente no sucesso pes­soal a todo custo e foder com as outras pes­soas quando for neces­sá­rio).

Por que são pés­si­mas: Porque são pes­soas muito ruins.

7) MAÇÃ BMM (BOA-MÁ-MÁ)

BMM

Qual é a delas: Aquele diver­tido amigo de todo mundo que tam­bém é na ver­dade um grande cre­tino; pro­vo­cam mui­tas decep­ções em maçãs BMB, mas só depois de machucá-las bas­tante.

Por que são óti­mas: São diver­ti­das quando são ape­nas per­so­na­gens de seri­a­dos.

Por que são pés­si­mas: São os reis da fal­si­dade.

8) MAÇÃ MMM (MÁ-MÁ-MÁ)

MMM

Qual é a delas: São o bom e velho mau-cará­ter; às vezes seus ami­gos vão ten­tar dis­tor­cer a sua per­cep­ção das coi­sas e se con­ven­cer de que elas são na ver­dade MMB, mas no fundo nin­guém acre­dita nisso; elas não enten­dem as maçãs com caroço bom, mas quem odeiam mesmo são as maçãs BBM tanto quanto MBM por se acha­rem melho­res que as maçãs MMM — mas elas con­se­guem enxer­gar por trás dessa fal­si­dade.

Por que são óti­mas: Elas não são hipó­cri­tas nem enga­na­do­ras; com frequên­cia são óti­mas come­di­an­tes stan­dup; tem exce­lente per­fil para per­ten­cer à máfia.

Por que são pés­si­mas: Eu pre­ciso mesmo res­pon­der por que são pés­si­mas?

E aí, qual maçã você é? E seus ami­gos e paren­tes? Trace seu per­fil e nos diga nos comen­tá­rios.


Você pode que­rer ler tam­bém:

A Mal­dade Humana
O ser humano é mau?

Tim Urban
Formado em Ciências Políticas pela Harvard University, é autor do site Wait But Why e fundador da ArborBridge.

Compartilhe