Escreva no AZ!

Publique no AZ! Entre em contato conosco e envie seu trabalho para [email protected] Mas antes de elaborar seu conteúdo, veja as seguintes dicas para publicação no AZ:

Pense fora da caixinha

Evite limitar seu texto apenas à sua opinião – ela é importante, mas tente apoiar sua proposta em algo exterior à sua subjetividade: pode ser um autor, um livro, um filme, uma teoria ou pesquisa científica, a ideia de algum pensador ou até mesmo um fato histórico ou noticiado. O importante é convidar o leitor à uma reflexão e diálogo que não se restrinja à opinião do autor, mas sim leve o leitor para além do próprio texto.

Tenha em mente sempre o leitor

A proposta de Ano Zero é que o conteúdo publicado no site não subestime a inteligência e sagacidade do leitor, sem no entanto ser pedante. O enfoque das publicações no site Ano Zero é a evolução/crescimento pessoal do leitor, ampliando seu horizonte entendimento próprio, de entendimento do mundo, de sensibilidade e de empatia.

Por isso, antes de um texto ser escrito para o Ano Zero, o autor precisa se perguntar de que modo o tema ou o enfoque a ser escolhido pode dar ao leitor pelo menos uma dessas quatro coisas:
1) acrescentar algo à vida prática e pessoal do leitor, em termos de conhecimento ou possibilidade de conhecimento;
2) trazer questionamentos num assunto sobre o qual o leitor, antes, só tinha certezas, permitindo qualificar seu pensamento, em algum tema que lhe interessa e afeta sua vida;
3) oferecer uma nova e inusitada perspectiva sobre um assunto já conhecido pelo leitor, em algum tema que lhe interessa e afeta sua vida;
4) despertar o interesse do leitor sobre algo que afeta sua vida mas que, antes, jamais lhe tinha ocorrido, ou com o que ele tinha preconceito.

Use linguagem informal, mas não assassine a língua portuguesa

A linguagem precisa ser simples, fluida e informal. Isso vale inclusive e principalmente para aqueles textos de conteúdo mais complexo, densos. A Internet, ao contrário de material físico, tende a dispersar o leitor, sendo muito fácil simplesmente abandonar o link atual e partir para outro, logo, é essencial manter preso o interesse do leitor. Por outro lado, ainda que não sejamos apegados aos formalismos da língua pátria (ênclise, mesóclise e outros bichos dessa fauna), é preciso ter bom vocabulário saber utilizar corretamente as regras básicas da língua portuguesa. Textos com excessivos erros sequer serão considerados.

Use a comunicação não-violenta

Quando se trata de fazer uma crítica, Ano Zero propugna pela comunicação não-violenta. Assim, ao criticar algum grupo ou tipo de comportamento, pensamento, ideologia ou até mesmo estilo de vida, solicitamos que o autor evite ataques pessoais, etiquetamentos e caricaturizações ofensivas, pautando sua opinião pela cordialidade e utilizando unicamente argumentos racionais e objetivos.