drogas ilícitas capa

A verdadeira origem das drogas ilícitas

Em História, Tempo de Saber, Vídeos por Victor LisboaComentário

Por que, afi­nal, algu­mas subs­tân­cias psi­co­tró­pi­cas são proi­bi­das e outras não? Por que comer­ci­a­li­zar maco­nha é con­si­de­rado crime, enquanto mar­cas de cer­veja vei­cu­lam publi­ci­dade no horá­rio nobre da tele­vi­são? Essa dis­tin­ção resulta de uma cui­da­dosa pon­de­ra­ção com­pa­ra­tiva, base­ada em cri­té­rios cien­tí­fi­cos, sobre os mai­o­res male­fí­cios de cer­tas dro­gas em rela­ção a outras?

A ver­dade sobre esse tema é incon­ve­ni­ente. Ape­sar de seu ver­niz de moder­ni­dade e raci­o­na­li­dade, a nossa soci­e­dade, em ques­tões fun­da­men­tais como polí­tica cri­mi­nal, toma deci­sões ori­en­tada por pre­con­cei­tos medi­e­vais.

É o que mos­tra esse vídeo, tra­du­zido e legen­dado por Ano Zero e pro­du­zido recen­te­mente pela Big Think. Nele, Ethan Nadle­mann, dire­tor exe­cu­tivo da Drug Policy Alli­ance, apre­senta as ver­da­dei­ras razões que leva­ram a soci­e­dade ame­ri­cana a proi­bir cer­tas dro­gas como ópio, cocaína e maco­nha. E não nos dei­xe­mos enga­nar: guar­da­das as devi­das pro­por­ções, trata-se do mesmo motivo para a proi­bi­ção do uso e comer­ci­a­li­za­ção des­sas subs­tân­cias em nosso país.

Victor Lisboa
Editor do site Ano Zero.

Compartilhe