Anastacia Pottinger é uma fotógrafa americana com um projeto incrível, chamado Centenários, no qual retrata detalhes do corpo de pessoas com mais de 100 anos.

Anastacia iniciou esse projeto, ainda em desenvolvimento, fotografando uma senhora de 101 anos, que aceitou ser voluntária e posar para o nu artístico, desde que não fosse possível sua identificação através das fotos. Quando revisou as fotos, a fotógrafa ficou fascinada com o resultado, e viu que se tratava de algo muito especial e cheio de sensibilidade.

Ela decidiu, então, dar sequência às sessões com outras pessoas, criando um trabalho fotográfico único, que revela, com muito carinho e respeito, o efeito do tempo que se acumula sobre a nossa pele.

A velhice é uma realidade para todos nós. E precisamos aprender a lidar com ela de forma mais consciente e honesta. Como? As fotografias de Anastacia e os versos do poema Não te rendas, de Mario Benedetti (traduzida pela escritora Inês Pedrosa), que acompanham as imagens a seguir, respondem por nós: com amor.

Você, centenário

Não te rendas, ainda estás a tempo
De alcançar e começar de novo,
Aceitar as tuas sombras,

WhatTimeCreates1

Enterrar os teus medos,
Libertar o lastro,
Retomar o voo.

StomacheM

Não te rendas que a vida é isso,
Continuar a viagem
Perseguir os teus sonhos,

SkinM

Destravar o tempo,
Remover os escombros,
e destapar o céu.

OnBenchF1

Não te rendas, por favor não cedas,
Mesmo que o frio queime,
Mesmo que o medo morda,
Mesmo que o sol se esconda,

NeckM

E se cale o vento,
Ainda há fogo na tua alma
Ainda há vida nos teus sonhos.

MouthL1

Porque a vida é tua e teu também o desejo
Porque o quiseste e porque eu te quero
Porque existe o vinho e o amor, é certo.
Porque não há feridas que não cure o tempo.

HandsL

Abrir as portas,
Tirar os ferrolhos,
Abandonar as muralhas que te protegeram,

FeetM

Viver a vida e aceitar o desafio,
Recuperar o riso,
Ensaiar um canto,

ElbowM

Baixar a guarda e estender as mãos
Abrir as asas
E tentar de novo,

CrossedArms2M

Celebrar a vida e retomar os céus.
Não te rendas, por favor não cedas,
Mesmo que o frio queime,

CrossedArms1M

Mesmo que o medo morda,
Mesmo que o sol se ponha e se cale o vento,
Ainda há fogo na tua alma,

BackL

Ainda há vida nos teus sonhos
Porque cada dia é um começo novo,

ArmpitL

Porque esta é a hora e o melhor momento.
Porque não estás só, porque eu te amo.

BackF

escrito por:

Natalia Marques