velhice

Aprendendo a envelhecer

Em Tempo de Curtir por Natalia MarquesComentário

Anas­ta­cia Pot­tin­ger é uma fotó­grafa ame­ri­cana com um pro­jeto incrí­vel, cha­mado Cen­te­ná­rios, no qual retrata deta­lhes do corpo de pes­soas com mais de 100 anos.

Anas­ta­cia ini­ciou esse pro­jeto, ainda em desen­vol­vi­mento, foto­gra­fando uma senhora de 101 anos, que acei­tou ser volun­tá­ria e posar para o nu artís­tico, desde que não fosse pos­sí­vel sua iden­ti­fi­ca­ção atra­vés das fotos. Quando revi­sou as fotos, a fotó­grafa ficou fas­ci­nada com o resul­tado, e viu que se tra­tava de algo muito espe­cial e cheio de sen­si­bi­li­dade.

Ela deci­diu, então, dar sequên­cia às ses­sões com outras pes­soas, cri­ando um tra­ba­lho foto­grá­fico único, que revela, com muito cari­nho e res­peito, o efeito do tempo que se acu­mula sobre a nossa pele.

A velhice é uma rea­li­dade para todos nós. E pre­ci­sa­mos apren­der a lidar com ela de forma mais cons­ci­ente e honesta. Como? As foto­gra­fias de Anas­ta­cia e os ver­sos do poema Não te ren­das, de Mario Bene­detti (tra­du­zida pela escri­tora Inês Pedrosa), que acom­pa­nham as ima­gens a seguir, res­pon­dem por nós: com amor.

Você, centenário

Não te ren­das, ainda estás a tempo
De alcan­çar e come­çar de novo,
Acei­tar as tuas som­bras,

WhatTimeCreates1

Enter­rar os teus medos,
Liber­tar o las­tro,
Reto­mar o voo.

StomacheM

Não te ren­das que a vida é isso,
Con­ti­nuar a via­gem
Per­se­guir os teus sonhos,

SkinM

Des­tra­var o tempo,
Remo­ver os escom­bros,
e des­ta­par o céu.

OnBenchF1

Não te ren­das, por favor não cedas,
Mesmo que o frio queime,
Mesmo que o medo morda,
Mesmo que o sol se esconda,

NeckM

E se cale o vento,
Ainda há fogo na tua alma
Ainda há vida nos teus sonhos.

MouthL1

Por­que a vida é tua e teu tam­bém o desejo
Por­que o qui­seste e por­que eu te quero
Por­que existe o vinho e o amor, é certo.
Por­que não há feri­das que não cure o tempo.

HandsL

Abrir as por­tas,
Tirar os fer­ro­lhos,
Aban­do­nar as mura­lhas que te pro­te­ge­ram,

FeetM

Viver a vida e acei­tar o desa­fio,
Recu­pe­rar o riso,
Ensaiar um canto,

ElbowM

Bai­xar a guarda e esten­der as mãos
Abrir as asas
E ten­tar de novo,

CrossedArms2M

Cele­brar a vida e reto­mar os céus.
Não te ren­das, por favor não cedas,
Mesmo que o frio queime,

CrossedArms1M

Mesmo que o medo morda,
Mesmo que o sol se ponha e se cale o vento,
Ainda há fogo na tua alma,

BackL

Ainda há vida nos teus sonhos
Por­que cada dia é um começo novo,

ArmpitL

Por­que esta é a hora e o melhor momento.
Por­que não estás só, por­que eu te amo.

BackF

Compartilhe