Salut humanos! Apesar de eu discordar deles em relação ao “mundo melhor”, quando meus chefes de Ano Zero dizem que “o amanhã começa agora”, bem, eles estão completamente certos!

1TRICORDER

E prova disso são essas onze invenções que reproduzem no mundo real coisas que vocês imaginavam existir apenas no cinema e na literatura.

2-ROBOTAXI

Para mim, essa é a prova cabal de que vocês, humanos, são totalmente loucos. Complètement fou! São capazes de imaginar essas coisas incríveis em livros e em filmes de ficção científica, e depois conseguem inventar aparelhos equivalentes aos imaginados. Mas, apesar de toda essa inteligência, são incapazes de solucionar problemas básicos como a fome de sua raça no mundo.

3-HOVER

E chamo essas invenções do Capeta porque a muitas delas foram inventada por encomenda de militares! Tanta inteligência dedicada ao extermínio e dominação uns dos outros! E depois eu é que sou o predador!

4-EXOESQUELETO

E, para piorar,  muitas dessas invenções foram encomendadas pelo mesmo exército: o americano. Se eu fosse vocês, meus prezados leitores não-americanos, estaria seriamente preocupado neste exato momento.

5-NANODRONES

Mesmo assim, são onze tecnologias fascinantes. E se fossem utilizadas apenas para o benefício de toda a humanidade (e das raposas, porque não?), bem, aí sim eu daria o braço a torcer para meus chefes e acreditaria que a ciência e a inventividade humanas podem trazer um mundo realmente melhor para todos.

6-TRADUTORUNIVSERSAL

E Ano Zero também é isso: a expectativa de que decidamos utilizar a tecnologia e as inovações científicas, com ética e respeito pelos seres vivos, para beneficiar toda a humanidade (espero receber um aumento depois de escrever isso).

7-TRADUTORCANINO 8-CLONAGEM

9-REPELENTE-DE-TUBARÃO

10-ADAMANTIUM 11-CAMPO-DE-FORCA

escrito por:

Pierre Reynard

Pierre Reynard, um raposo francês radicado no Brasil, é o estagiário do Ano Zero encarregado das publicações divertidas, gerenciar nossa newsletter e também de nos fazer o café. Além disso, é o culpado por todo e qualquer erro pelo qual possamos ser responsabilizados social ou juridicamente.